jusbrasil.com.br
17 de Janeiro de 2019
    Adicione tópicos

    DEFENSORIA DE VARGINHA CRIA NÚCLEO DE MEDIAÇÃO E EXECUÇÃO DE ALIMENTOS

    Defensoria Pública de Minas Gerais
    há 7 anos

    Na tentativa de eliminar as longas filas diárias no atendimento e na execução de alimentos na comarca de Varginha, as Defensoras Públicas Diléa Maria Chaves Reis Teixeira, Priscilla Angélica do Nascimento e Thais Vani Benfica criaram o Numa – Núcleo de Mediação em Alimentos e Execução de Alimentos.

    Com o núcleo, o atendimento é feito no mesmo dia em que o assistido procura a Defensoria Pública. O contato com o alimentante ou devedor de alimentos é feito imediatamente para agendar um acordo entre as partes. Caso não seja possível, é feito o ajuizamento de ação cabível, ou quando o assistido retorna à Instituição com os documentos pertinentes, sempre sem fila.

    Segundo Diléa Teixeira, com o Numa, as filas da área de família foram reduzidas em cerca de 70%, especialmente no atendimento e na execução referente a alimentos, setor de grande demanda na comarca. As Defensoras de Varginha contam o auxílio de três estagiárias.

    Fonte: Ascom / DPMG (22/11/2011

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)